You are here

Cuca Roseta convida…

Qua, 27/06/2012 - 14:51
Fotografia Turismo de Lisboa

São poucos os predestinados a cantar um género musical tão autêntico como o Fado, e Cuca Roseta faz parte desse grupo privilegiado. Quis o destino que Cuca Roseta encontrasse em Lisboa, numa casa de fados, o seu caminho. De um encontro com o oscarizado compositor e produtor argentino, Gustavo Santaolalla, surgiu um convite que se concretizou no seu disco de estreia, revelando ao mundo a artista portuguesa. Como intérprete do verdadeiro Fado, Cuca Roseta é também uma embaixadora de Lisboa (a pátria desta canção Património Imaterial da Humanidade) que aqui nos deixa alguns dos seus lugares de eleição da cidade.

Uma memória de Lisboa: A cidade à noite, no verão, é simplesmente mágica. As noites de verão são as minhas melhores memórias de Lisboa.

A melhor vista sobre a cidade: A chegada de avião quando vem da Costa da Caparica e se passa sobre a Ponte 25 de Abril. É uma cidade vestida de água com uma luz única e a crescer em colinas. É única! É a mais bonita.

Um jardim para relaxar: Jardim da Estrela, um autêntico paraíso. O charmoso Jardim da Estrela, é um dos mais agradáveis de Lisboa. De estilo inglês, é um espaço pontuado de recantos que convidam ao descanso e à contemplação, com lago, restaurante e esplanada.

Um museu/monumento para visitar: Museu dos Coches! Sem dúvida! Único no seu género, o Museu Nacional dos Coches, em Belém, expõe, no ambiente requintado do antigo Picadeiro Real, uma excecional coleção de viaturas reais do século XVII aos finais do século XIX.

O melhor petisco para se comer em Lisboa: Marisco, no Restaurante Ramiro. E excelente comida tradicional portuguesa no Clube de Fado.

Em Lisboa, o programa perfeito é ir: Passear à noite pelos bairros mais típicos de Lisboa. Descer até aos armazéns do Chiado e tomar um café numa das esplanadas do Largo do Carmo.